Em outubro de 2016, as licenças ambientais do Complexo de Germano (MG) foram suspensas. Para que elas voltem a vigorar, e no futuro, a Samarco retome as operações, a empresa foi convocada pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (SEMAD) para fazer um processo de Licenciamento Operacional Corretivo (LOC).

O processo de LOC foi pautado para votação da Câmara das Atividades Minerárias (CMI) do Conselho Estadual de Política Ambiental (COPAM), na sessão ordinária, do dia 25 de outubro, quando a Licença Operacional Corretiva da Samarco foi aprovada.

A Samarco está na reta final de um longo trabalho para a obtenção da Licença Operacional Corretiva (LOC), que teve a participação de diversos atores, como sociedade civil, poder público e órgãos reguladores.

A retomada das operações será gradual, sem a utilização de barragem de contenção de rejeitos e após a implantação de um sistema de disposição e tratamento de rejeitos para empilhamento a seco, que inclui a Cava Alegria Sul e a filtragem. Os recursos financeiros necessários para planta de filtragem estão sujeitos à aprovação dos acionistas. As obras de implantação do sistema de filtragem devem durar cerca de 12 meses.

A Samarco tem consciência de que fazer diferente exige determinação e esforço. Somente desta forma, aberta ao diálogo transparente e propositivo, será possível recomeçar, transformando recursos minerais em valor para a sociedade. Buscamos reconstruir as relações de confiança, sempre focados em nossos valores: respeito às pessoas, integridade, mobilização para resultados e segurança.