Contraste
Acessibilidades Acessibilidade
1 Conteúdo
2 Menu
3 Rodapé

Sobre

Somos uma mineradora brasileira e possuímos uma cadeia produtiva integrada em Minas Gerais e no Espírito Santo. Nosso principal produto são as pelotas de minério de ferro, matéria-prima para produção de aço pela indústria siderúrgica.

Veja mais

Fornecedores

Nossos fornecedores contribuem diretamente com a nossa jornada rumo a uma mineração diferente ao agregar valor às nossas operações. Conheça o compromisso da Samarco com os fornecedores envolvidos na nossa cadeia de valor.

Veja mais

Relações com Investidores

Veja mais

Imprensa

Jornalista, aqui você encontra todas as publicações relacionadas à Samarco. Entre em contato conosco para outras informações.

Veja mais

Contato

O Fale Conosco é um canal de atendimento mais próximo das comunidades. Você pode enviar dúvidas, fazer sugestões, reclamações ou elogios.

Veja mais

Oportunidades

Veja mais
24/01/24

Samarco tem reconhecimento por suas boas práticas em auditorias, certificações e premiações

Empresa revisou a cultura organizacional e inovou em projetos sustentáveis em sua retomada gradual das operações e em busca de uma mineração diferente

No terceiro ano de retomada gradual das operações, a Samarco recebeu o reconhecimento por ações implantadas conforme o propósito de fazer uma mineração diferente. A revisão da cultura organizacional, com foco no respeito às pessoas e ao meio ambiente, refletiu na premiação da Fundação Instituto de Administração (FIA) e do portal UOL: “Lugares incríveis para Trabalhar”, pelo terceiro ano consecutivo. Em 2023, a Samarco foi a 1ª colocada como a ‘Mais Incrível em Liderança’. E ocupou a 1ª posição como a ‘Mais Incrível no Setor Mineração, Metalurgia e Siderurgia’.

Entre as iniciativas responsáveis por promover um ambiente mais inclusivo e saudável para os empregados (as) e contratados (as), destaca-se o Programa de Diversidade, Equidade e Inclusão. “Evoluímos com ações afirmativas e queremos avançar mais, ampliando as oportunidades para os grupos minorizados como pessoas negras, mulheres, pessoas com deficiência e LGBTI+”, destacou o presidente Rodrigo Vilela.

Vilela foi reconhecido como empreendedor internacional com foco em sustentabilidade, durante a SIPS 2023, sigla em inglês para Conferência de Processos Industriais Sustentáveis, realizada no Panamá. O CEO recebeu o Prêmio Internacional de Empreendedorismo Yildrim. Na oportunidade, destacou projetos que visam o desenvolvimento sustentável, com foco em inovação.

O Uso de resíduos de granito como coating de pelotas para reatores de redução direta, é um dos projetos voltados para o desenvolvimento de insumos 100% sustentáveis. A iniciativa resultou no Prêmio de Reconhecimento Técnico “Vale - Aglomeração de Minérios 2023”, “durante a 7ª Edição da ABM Week, em de agosto do ano passado, em São Paulo. Além disso, ressalta-se o pioneirismo da Samarco no uso de resíduos da lavra de mármore na produção de pelotas em complemento ao calcário, que reduz a emissão de dióxido de carbono e o consumo de combustível.

“Com planejamento, nos preparamos para o futuro. Conscientes de que precisamos continuar evoluindo. E Conectamos a estratégia de sustentabilidade ao nosso mapa estratégico”, frisou Rodrigo Vilela, lembrando que a empresa também foi certificada pelo selo ouro do Programa Brasileiro GHG Protocol pelo segundo ano consecutivo.

Ainda em 2023, a Samarco foi auditada, em julho, conforme requisitos estabelecidos pelo Padrão Global da Indústria para Gestão de Rejeitos (GISTM) e obteve um resultado de 98% de aderência aos 77 padrões estabelecidos, posteriormente alcançando 100%. Vale lembrar que este é o primeiro padrão global da indústria para o gerenciamento de rejeitos, criado em 2020 a partir de uma iniciativa do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente (PNUMA), dos Princípios para o Investimento Responsável (PRI) e do Conselho Internacional de Mineração e Metais (ICMM, em inglês).

Em segurança de estruturas geotécnicas, outro destaque de último ano foi a descaracterização da Cava do Germano, realizada antes do prazo acordado com as autoridades. Destaca-se que a barragem do Germano segue em processo avançado de descomissionamento e que todas as estruturas da empresa são monitoradas 24 horas por dia, 7 dias por semana pelo Centro de Monitoramento e Inspeção, que conta com mais de 2.000 equipamentos e é reconhecido internacionalmente.

Também em 2023, a empresa esteve à frente de importantes iniciativas de inovação do setor. Entre elas, o Mining Hub, que teve a líder de inovação da Samarco Alessandra Prata como presidente do Mining Hub, primeiro hub de mineração do mundo que conta com 38 empresas associadas do setor, sendo 22 mineradoras e 16 fornecedores.

Gestão humanizada, com foco nas pessoas

A gerente-geral de Desenvolvimento Humano e Organizacional da Samarco, Vera Lucia, foi eleita a Profissional de RH do Ano em Minas Gerais, no prêmio Ser Humano, da Associação Brasileira de Recursos Humanos (ABRH), em 2023, e também reconhecida como RH mais admirada da região Sudeste pelo Grupo Gestão RH. “Nossa gestão tem o foco nas pessoas. Esses reconhecimentos nos mostram que estamos no caminho certo com a adoção de boas práticas de valorização das pessoas, com ações que também impactam nas relações fora da organização”, destacou Vera, lembrando que o Programa de Saúde Mental, desenvolvido para reforçar a atuação na assistência psicológica, também foi reconhecido no prêmio HSEC promovido pela BHP, na Austrália.

O último ano consolidou a retomada operacional da Samarco, iniciada em 2020, de forma segura e gradual, atualmente com 30% de sua capacidade produtiva. A empresa planeja alcançar 60% de sua capacidade em 2025 e 100% em 2028. “Os resultados e reconhecimentos refletem nosso esforço contínuo para fazer uma mineração diferente. Seguimos empenhados e pretendemos avançar cada vez mais nas relações com a sociedade, sobretudo, compartilhando valor com os territórios que nos recebem. Queremos reconquistar a confiança da comunidade que nos acolhe”, destacou Rodrigo Vilela.

Portaria de acesso ao complexo de Germano, em Mariana (MG) - foto: Divulgação Samarco